quarta-feira, 10 de setembro de 2014

"ITAPORÃ, ÍNDIO GUERREIRO"

No Brasil, os índios, juntaram-se aos negros no credo: Brogotá, Itaporã e Tupinamba são alguns dos índios cultuados nos rituais afro-brasileiros, conhecidos como espíritos de muita força e a quem recorrem com muita fé os brancos, amarelos e mestiços. Além de seu riquíssimo universo espiritual, os índios vivem em total simbiose com a natureza, respeitando-a por reconhecê-la senhora de sua qualidade de vida. Desde que o trabalho se intensificou, na Federação Espírita do Estado de São Paulo, FEESP, os Cruzados buscam a ajuda das Correntes Indíginas, que desde o princípio, haviam se tornado colaboradoras atentas à limpeza psíquica. Assim, essas correntes procuram impedir os desajustes ou a infiltração de entidades que pudessem perturbar a ordem do trabalho daqueles que lutavam por um mundo melhor. Por isso, recebemos também o apoio inestimável das Correntes de ITAPORÃ, com uma equipe de cinco mil acompanhantes, e de Brogotá, com dois mil companheiros, que se mantém vigilantes na proteção e na manutenção da ordem.




quinta-feira, 4 de setembro de 2014

"TRABALHADOR DE JESUS"

    Trinta e cinco anos ofertando-nos seu carinho e amparo à todos....

    Uma casa mãe...

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

MENSAGEM DO DR INÁCIO

25/08/2014 

O MUNDO DOS “SEM”...

Analisando a concepção que, infelizmente, muitos confrades espíritas continuam tendo sobre a Vida além da morte, não posso deixar de chegar à conclusão de que o Mundo Espiritual é o mundo dos “sem”...
Dos sem corpo e sem teto...
Dos sem fome e sem sede...
Dos sem roupa e sem sexo...
Dos sem necessidades fisiológicas...
Dos sem trabalho e sem escola...
Enfim, dos sem compromisso algum!...
Sim, porque, segundo a equivocada ideia de certos adeptos da Doutrina, deste Outro Lado, o homem que desencarna não mais precisa de casa, não mais sente fome e sede, não mais carece de vestuário para lhe ocultar as partes pudendas, que ele, igualmente, não tem mais, não necessitando ainda de trabalhar e estudar...
Realmente, um Mundo vazio de iniciativa e, portanto, inexistente.
Um Mundo completamente avesso ao orbe terrestre, e que, assim sendo, não poderia, em nenhum aspecto, servir de matriz para ele – quer do ponto de vista cultural, quer do ponto de vista social!
Enquanto a Terra seria o mundo dos “com”, o Mundo Espiritual seria o mundo dos “sem”...
Dos sem sonhos e sem aspirações...
Dos sem tristeza e sem alegria...
Dos sem vontade e sem desejo...
Dos que apenas viveriam na expectativa de, um dia, voltar ao Mundo dos “com”!...
Que Mundo Espiritual mais sem graça, e...sem lógica esse!
Ele, então, de fato, não mais seria humano, mas, sim, super-humano! Mas, como?! A desencarnação, por si só, seria capaz de promover criaturas falíveis a seres angelicais?!
Claro que o Mundo Espiritual Superior deve ser mesmo o mundo dos “sem”...
Dos sem preconceitos...
Dos sem fanatismo...
Dos sem ignorância...
Todavia, o Mundo Espiritual imediato, em suas muitas esferas, ainda é o mundo dos “com”...
Dos comprometimentos cármicos...
Dos comparsas no crime...
Dos compadrios desonestos...
Dos cometimentos injustos...
Dos comércios clandestinos...
Sem que o espírita modifique a sua visão do Mundo Espiritual, por mais se esforce, ele não conseguirá, a partir da própria Terra, apreender a abrangência da Vida.
Por este motivo, temos repetido à saciedade:
Espírito é gente!
Mundo Espiritual é planeta!
O corpo carnal também é “perispírito”!
O perispírito, igualmente, é “corpo carnal”!
Ouça o que tenha ouvidos de ouvir...
Mas, sobretudo, o que não tenha medo da Verdade!...

INÁCIO FERREIRA

Uberaba – MG, 25 de agosto de 2014.
 (Mediunidade na Internet)